Casas gratuitas durante 4 anos para repovoar a aldeia italiana de Luserna

Luserna / Amministrazione Comunale Luserna
Luserna / Amministrazione Comunale Luserna
22 julho 2020, Redação

Na aldeia italiana de Luserna, na província de Trento, as autoridades locais acabam de lançar "Coliving collaborare condividere abitare" (Coliving: colaborar, partilhar, viver). Esta nova iniciativa é um dos muitos projetos recentes que visam o repovoamento da Itália rural, tais como casas no valor de 1 euro à venda e férias gratuitas, e esta aldeia italiana também quer manter viva a sua comunidade. idealista/news falou sobre o projeto com o presidente da câmara Luca Nicolussi Paolaz.

Este novo projeto foi lançado a 5 de junho e as candidaturas estão abertas até 3 de agosto de 2020. O presidente da câmara explica que "o projeto visa inverter as tendências de despovoamento que são comuns no distrito de Altipiani Cimbri, propondo ações integradas relacionadas com as questões de vida e desenvolvimento de bens imóveis públicos não utilizados, e oferecendo às famílias jovens as condições ideais para se tornarem independentes e contribuírem para o desenvolvimento e vida de uma zona de montanha. O projeto prevê o fornecimento de quatro apartamentos que só necessitam de ser mobilados, através de um contrato de empréstimo gratuito, por um período de quatro anos. Estes apartamentos são propriedade do ITEA (Instituto Trentino de Habitação) e estão todos localizados no território Altipiani Cimbri, no município de Luserna".

Relativamente àqueles que são susceptíveis de se candidatarem a este regime, o Presidente da Câmara declara que "as famílias, com ou sem filhos, que expressam o desejo de construir um caminho de vida autónomo dentro da comunidade e que desejam assumir um papel ativo no incentivo ao surgimento de novas redes sociais na zona, que contribuam para a construção de pactos de confiança entre as novas gerações e os habitantes dos territórios estão convidados a candidatar-se".

O presidente Luca Nicolussi Paolaz / Amministrazione Comunale Luserna
O presidente Luca Nicolussi Paolaz / Amministrazione Comunale Luserna

Porque foi lançado este projecto?

"Luserna é uma zona de alta montanha, estamos localizados a uma altura de 1.333 metros e, como muitas áreas semelhantes, estamos a sofrer de despovoamento. Há muito que o objetivo de todas as administrações municipais é reforçar a residência e em Luserna temos habitação social, mas precisamente porque a nossa cidade é um pouco mais remota do que os grandes centros, tem permanecido vazia. Assim, como administração, decidimos lançar este projeto na Província Autónoma de Trento para ver se tal habitação poderia ser dissociada da lógica da habitação social e disponibilizada no âmbito de um projeto como este".

Quais são as principais características deste projeto?

"O nosso projeto, Coliving collaborare condividere abitare, disponibilizou apartamentos com empréstimos gratuitos durante quatro anos para quatro famílias, não com o objectivo de ser um projeto social, mas com o objetivo de ser um projeto de habitação para repovoamento. Estas famílias devem, portanto, ter um projeto de vida em Luserna. Deverão tentar integrar-se na comunidade. Não se trata de um projeto social, razão pela qual se exige aos candidatos um rendimento mínimo e uma relativa autonomia económica.

O projeto prevê quatro anos de arrendamento gratuito, e após este período, espera-se que aqueles que tenham podido beneficiar do esquema decidam posteriormente comprar ou construir uma casa em Luserna. Caso contrário, precisamente porque pedimos aos interessados que façam uma escolha de estilo de vida, a ITEA obterá pelo menos um rendimento moderado, mesmo após os quatro anos do projeto. Trata-se, portanto, de uma casa para sempre. Deve também acrescentar-se que a iniciativa já disponibilizou atualmente quatro propriedades, mas poderia potencialmente aumentar este número até sete".

Qual é o objetivo que pretendem atingir com esta iniciativa?

"O objetivo é fortalecer a comunidade e com ela principalmente os serviços, tais como o serviço de educação linguística 0-6 anos, ativado em 2011. Em Luserna fala-se a língua cimbriana, um antigo alemão medieval, que aqui é falado por 95% da população. Esta língua é também ensinada na escola que desempenha um papel fundamental, pois, hoje em dia, já não é a família que garante a transmissão intergeracional desta língua, mas a instituição escolar. O modelo tem correspondido às expectativas, mas é evidente que as crianças não podem faltar e, por isso, é essencial combater o despovoamento da região.

Se a comunidade é capaz de avançar, é porque ainda existe e por isso é conveniente que os serviços - a escola local, os correios, o multibanco, o minimercado - permaneçam. O objetivo é evitar o despovoamento para que a comunidade possa sobreviver. Precisamos de agregados familiares. Os critérios de candidatura estabelecem que os candidatos não devem ter mais de 40 anos de idade e, no caso de uma faixa etária superior, o candidato deve ter uma criança com menos de 12 anos".

O prazo para a apresentação de candidaturas está previsto para 3 de agosto de 2020. O Presidente da Câmara também comentou o nível de interesse: "Há muitas famílias a telefonar neste momento para pedir informações. A província e a ITEA também acreditam muito neste projeto, que tem como objetivo encher os apartamentos vazios. Com esta iniciativa querem também evitar que este património imobiliário se deteriore. Falamos de habitação, mas estes são apartamentos de primeira classe, nos quais uma família pode viver bem. Penso que a proposta é boa e esperamos que esta oportunidade seja aproveitada".

Amministrazione Comunale Luserna
Amministrazione Comunale Luserna
Amministrazione Comunale Luserna
Amministrazione Comunale Luserna
Amministrazione Comunale Luserna
Amministrazione Comunale Luserna
Amministrazione Comunale Luserna
Amministrazione Comunale Luserna
Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Encontra casas à venda e em arrendamento a largo prazo no idealista