Ecossistema Urbano 2020: o ranking do desempenho ambiental das cidades italianas

Trento, Mantova e Pordenone lideram o ranking

Wikipedia
Wikipedia
24 novembro 2020, Redação

Trento, Mântua, Pordenone, Bolzano e Reggio Emilia são as cidades mais empenhadas no planeamento de transformações urbanas verdes. Isto é afirmado pelo "Ecosistema urbano 2020", o relatório anual sobre o desempenho ambiental das cidades italianas elaborado pela Legambiente, a associação ambientalista italiana, em colaboração com Ambiente Italia e Il Sole 24 ore.

O relatório, cujo objetivo é narrar a lenta mudança verde que se verifica em Itália, pinta o quadro de um país que se move a duas velocidades diferentes. A primeira é mais dinâmica e atenta a novas escolhas de planeamento urbano, serviços de mobilidade, fontes renováveis, o regresso gradual das ruas e praças aos cidadãos e o crescimento dos espaços naturais; a segunda é mais estática, com uma tendência demasiado lenta no desempenho ambiental das metrópoles, especialmente em termos de smog, transportes, recolha separada de resíduos e gestão da água.

As cidades de Trento, Mântua, Pordenone, Bolzano e Reggio Emilia estão no topo do ranking "Ecossistema Urbano 2020", que se baseia em dados municipais para 2019, e portanto uma situação pré-pandémica. Na base do ranking, por outro lado, encontram-se Pescara (102º), Palermo (103º) e Vibo Valentia (104º).

Entre as grandes cidades, onde em linhas gerais existe uma lenta tendência no desempenho ambiental principalmente ligada ao smog, transportes e gestão da água, confirma-se o crescimento de Milão (29º), que está cada vez mais atenta à habitabilidade urbana.

Stefano Ciafani, o Presidente Nacional da Legambiente, declarou que, "a Europa atribuiu 209 mil milhões de euros ao nosso país, um valor muito importante que não pode deixar de dizer respeito às áreas urbanas, também útil para a realização dos objetivos da ONU sobre o desenvolvimento sustentável em 2030. É aqui, de fato, que se joga um desafio fundamental para enfrentar as três crises atuais - a emergência sanitária, econômica e climática - e para vencer o desafio de modernizar o país. Os dados contidos nesta edição do Ecosistema Urbano, relativos a 2019 e, portanto, a uma situação pré-pandémica, são os sinais mais evidentes disso mesmo. Itália não pode perder esta oportunidade única de tornar as suas cidades mais modernas, sustentáveis e seguras".

  • Mais informações sobre os dados deste ano e a classificação completa podem ser encontradas em italiano na página web da Legambiente.
Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Encontra casas à venda e em arrendamento a largo prazo no idealista