Questões a considerar ao mudar de casa em Itália após o confinamento da COVID-19

Habitissimo
Habitissimo
21 setembro 2020, Redação

Viver em isolamento é uma experiência que tem afetado todos de uma forma ou de outra. Para muitas pessoas, passar dias inteiros em casa sem a opção de sair foi uma oportunidade de ver a sua casa de uma perspectiva diferente, o que em alguns casos evidenciou os aspetos críticos de viver num ambiente que não reflete plenamente as suas necessidades. Como resultado, muitas pessoas procuram agora mudar de casa e viver num local mais adaptado às suas necessidades, tirando partido desta nova consciência proporcionada pela pandemia do coronavírus. Vejamos os aspetos que devem ser tomados em consideração quando se muda de casa em Itália, com a ajuda dos peritos da Habitissimo.

Espaço

Uma casa pequena tem os seus pontos positivos porque é compacta e fácil de cuidar, no entanto, a longo prazo, muitos proprietários admitem que compensa ter alguns metros quadrados a mais. Nas grandes cidades italianas, os pequenos apartamentos são comuns e são frequentemente escolhidos devido ao fato de terem preços mais baixos. Ter de enfrentar situações como o confinamento num estúdio com pequenas janelas e pouco espaço, no entanto, pode ter demonstrado os seus limites. Este é também o caso das famílias que tiveram de transformar a sua casa num local de trabalho, bem como um espaço onde os seus filhos pudessem estudar, e durante o confinamento, a existência de mais espaço tornou-se um requisito essencial. Em todos estes casos, a necessidade de passar a viver num ambiente maior é mais do que compreensível, pelo que passou a ser necessário procurar uma casa com uma superfície maior, que dê a cada um a possibilidade de ter o seu próprio espaço.

Luz natural

A luminosidade de uma sala é um aspeto intimamente ligado ao conforto de vida. Antes de comprar, é sempre necessário avaliar a orientação da casa, analisando quanta luz natural entra na propriedade ao longo do dia e em diferentes estações do ano. Uma exposição exclusivamente norte, por exemplo, não permite luz suficiente e pode levar à acumulação de humidade e, portanto, a um maior desconforto. A exposição solar de diferentes direções, por outro lado, permite uma melhor ventilação dos quartos. Se tiveres a opção, é preferível ter os quartos mais utilizados durante o dia virados para o sul.

Espaço ao ar livre

Na lista de requisitos para a casa perfeita em Itália em 2020, encontramos sempre um terraço, jardim ou varanda. A falta de espaço exterior foi uma das principais lutas dos residentes italianos durante o confinamento, uma época em que todos precisavam de uma lufada de ar fresco. Portanto, como resultado da situação de confinamento, ter um espaço ao ar livre em casa transformou-se numa prioridade para aqueles que se mudam. O importante é que este espaço exterior seja um espaço habitável, onde se pode ter uma mesa para jantar, ou até mesmo uma confortável poltrona para tomar um café e desfrutar da brisa.

Personalização

Quando visitas propriedades, é muitas vezes difícil imaginar como seriam se estivessem organizadas e mobiladas de uma forma diferente da que se vê. Compreender o potencial de um espaço requer um esforço criativo considerável mas, por vezes, propriedades pouco atrativas podem ser transformadas em espaços fascinantes através da reabilitação. Com um projeto à medida desenvolvido por um profissional, poderás personalizar a tua casa italiana de acordo com as tuas necessidades, mesmo variando a distribuição do espaço se necessário. Se a casa corresponder a todas as outras características desejadas, os interiores podem ser remodelados para criar uma casa personalizada e não devem ser descartados.

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Encontra casas à venda e em arrendamento a largo prazo no idealista