Quanto é que as pessoas gastam quando compram uma casa em Itália?

Foto de Ludwig Thalheimer em Unsplash
Foto de Ludwig Thalheimer em Unsplash
14 outubro 2020, Redação

Se está a pensar investir em imóveis em Itália, então é bom saber quanto é que os italianos gastam, em média, quando compram uma casa nas principais cidades italianas. Uma análise recente, por parte do gabinete de investigação Tecnocasa, centrou-se no quanto as pessoas gastaram ao comprar propriedade em Itália, em julho de 2020, uma comparação útil a fazer para que não acabes pagando demasiado ao comprar imóveis em Itália.

Na faixa de preços mais baixos observa-se a maior concentração de gastos em Itália, ou seja, até 119 mil euros (26,0%). Segue-se 23,2% de pessoas que compram propriedades na faixa de preços de 120 e 169 mil euros, enquanto que 22,1% compram propriedades entre 170 e 249 mil euros. Há também um aumento na percentagem dos que desejam gastar mais de 250 mil euros para comprar um imóvel em Itália.

Quanto é que as pessoas gastam nas principais cidades de Itália

  • Tanto em Roma como em Milão, a maioria das pesquisas imobiliárias dizem respeito a imóveis com valores entre 250 e 349 mil euros: 24,4% para Roma e 25,2% para Milão. Em Milão, a percentagem dos que querem gastar mais de 250 mil euros é de 56,7%.
  • Em Florença e Bari, há uma maior concentração de compradores na faixa de preços de 170-249 mil euros, a 35,4% e 29,2% respetivamente.
  • Em Bolonha e Verona, o escalão de preços com maior impacto situa-se entre 120 e 169 mil euros, com 29,3% e 30,9% a comprar propriedades dentro deste intervalo, respetivamente.
  • Nas outras grandes cidades, incluindo Génova, Nápoles, Palermo e Turim, o rendimento disponível para a compra de propriedades continua concentrado na faixa de gastos de menos de 120 mil euros.
Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Encontra casas à venda e em arrendamento a largo prazo no idealista