As tendências imobiliárias em Itália em 2021

A venda de residências principais, casas de férias e propriedades de investimento em Itália.

As tendências imobiliárias em Itália em 2021
As tendências imobiliárias em Itália em 2021 / Pixabay
25 fevereiro 2021, Redação

Quando se trata de tendências de compra de imóveis em Itália em 2020 e 2021, uma análise do Gabinete de Estudos do Grupo Tecnocasa estudou as vendas de casas feitas através das suas agências afiliadas, concentrando-se na percentagem de vendas de residências principais, casas de férias e propriedades de investimento em Itália. Se estás a planear mudar-te ou comprar imóveis em Itália, então este estudo será um bom começo para a tua pesquisa de mercado, já que destaca a diferente distribuição das compras de imóveis em 13 regiões de Itália.

Aquisições de imóveis para residência principal em Itália

No que diz respeito às compras efetuadas onde o imóvel se destina a ser residência principal, as regiões com as percentagens mais elevadas são a Lombardia (85,1%), Emília-Romanha (84%), Toscana (81,4%) e Piemonte (81,1%). Contudo, em todas as 13 regiões que foram estudadas, as residências principais são as mais predominantes e nunca estão abaixo dos 68,5% das vendas totais. Isto confirma que a compra de uma residência principal, onde os compradores planeiam viver durante a maior parte do tempo, é a principal razão para comprar propriedades residenciais em Itália.

Propriedades de investimento em Itália

Passando à compra de propriedades por razões de investimento em Itália, as regiões com as maiores percentagens de compras por este motivo são a Sicília (26,4%) e a Campânia (25,6%). Cidades como Palermo e Nápoles, onde cerca de um terço das compras são para fins de investimento, muitas vezes no sentido de comprar propriedades a serem convertidas em alojamentos turísticos e quartos para arrendar, também têm impacto nestes números.

Compras de casas de férias em Itália

Analisando as compras de casas de férias em Itália, a percentagem mais elevada é registada na Ligúria, representando 17,7% das vendas totais na região. Seguem-se a Sardenha (9,9%), Apúlia (9,2%) e Calábria (8,1%). Uma casa de férias em Itália refere-se geralmente a uma segunda casa na costa, perto de um dos lagos de Itália ou nas montanhas, mas como se pode ver pelos dados, as propriedades na praia são as mais populares entre quem compra uma casa de férias em Itália. No topo do ranking, encontramos regiões onde se encontram algumas das estâncias balneares mais conhecidas de Itália.

  • A percentagem de compras de residências principais (azul turquesa), casas de férias (cinzento claro) e propriedades de investimento (cinzento escuro) em Itália
Gruppo Tecnocasa
Gruppo Tecnocasa
Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Encontra casas à venda e em arrendamento a largo prazo no idealista